Como fotografar

fogos de artifício 

Localização

Apenas tirar uma foto de explosivos que explodem no ar não significa nada. São as coisas além dos fogos de artifício que realmente fazem a imagem interessante.

Procure por locais que colocam marcos interessantes, como estátuas, construções ou pontes entre você e a exibição de fogos de artifício. Isso dá ao seu contexto de imagens, permitindo que os telespectadores saibam onde você estava em relação aos fogos.

Você pode criar uma nova perspectiva a partir de um local elevado ou até incluir o elevado número de fotógrafos na sua cena, planeje uma composição bacana antes.

 

 

Mantenha firme

Você não precisa de equipamentos caros para registrar fogos de artifício. Qualquer câmera, desde que lhe permita ajustar manualmente o foco e a exposição, mas você precisará de um tripé.

Capturar a trilha da luz enquanto os fogos de artifício fluem para o ar e depois explodir exigem tempos de exposição de um segundo ou mais. Um obturador mantido aberto durante tanto tempo resultará em uma confusão borrada sem um suporte estável para sua câmera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foco e Exposição

É importante clicar fogos de artifício usando o modo manual, caso contrário, a mudança dos níveis de luz durante o show irá confundir o sistema de medição da câmera. E porque você estará no escuro vale mudar para o modo de foco manual. Isso evita que a câmera perca o foco sempre que pressiona o botão do obturador, potencialmente perdendo ou arruinando o seu registro. Focalize em um objeto distante na vizinhança geral de onde os fogos de artifício estarão. Chegar à sua localização enquanto ainda há um pouco de luz do dia facilita esse pré-foco manual. Você vai querer definir uma abertura fechada (entre f/8 e f/16 para manter elementos no primeiro plano e no fundo nítidos.

 

O momento do click

Quando você tem um dos fogos de artifício subindo, ele geralmente tem uma trilha. Em uma boa imagem de fogos de artifício, você quer ver a trilha fluindo e ver a explosão no topo. Contando os segundos da subida dos fogos até sua explosão lhe dará um ponto de partida escolha da velocidade do obturador.

Depois de começar a fotografar, tome um momento para rever seus primeiros cliques e, em seguida, marque a velocidade do obturador conforme necessário. Para ver trilhas mais longas de luz explodindo, adicione um segundo ou dois à velocidade do seu obturador. Se os fogos de artifício estiverem misturados em uma massa indefinida, reduza a velocidade do obturador. A beleza de usar o foco manual e a exposição é que, uma vez que você encontrou a fórmula certa, basta configurá-lo e esquecer. Cada clique que se segue será idêntico nesses aspectos.

 

 

Usando seu smartphone

Tudo o que cobrimos aplica-se mesmo se estiver a fotografar com a câmara do seu smartphone. Certifique-se de desligar o flash, ele não é poderoso o suficiente para iluminar qualquer objeto distante e só irá irritar as pessoas que estão na sua frente.

A maior limitação é que as câmeras de smartphone, por causa de seu design, não são capazes de tempos de exposição maiores. Existem, no entanto, aplicativos que permitem simular esse comportamento ao combinar automaticamente várias exposições (mais curtas) em uma única imagem. Slow Shutter Cam é uma aplicação popular e eficaz para iPhones. E os telefones Android mais recentes - como os dispositivos Nexus e Pixel, LG da Google e os modelos Samsung Galaxy - possuem um recurso de exposição longo incorporado no aplicativo da câmera nativa