Filtros

Quase ninguém utiliza filtros hoje em dia., por um motivo simples, são totalmente dispensáveis na era digital. Por exemplo:

Filtros de cor: é bem mais prático tirar todas as fotos no modo colorido e depois criar os efeitos na edição;


Filtros de correção de balanço de branco: encontramos isso dentro das próprias câmeras e total controle em arquivos RAW;


Filtros de cor degradê: assim como os de cor é muito mais prático fazer o efeito na edição;


Filtros de efeitos diversos: alguns deixam a foto sem definição, outros criam neblina. Todos facilmente reproduzíveis no computador.


Mas existem filtros que não podem ter seus efeitos reproduzidos digitalmente. E o principal deles é o filtro polarizador.

Para quê serve o filtro polarizador?
O filtro polarizador é o queridinho da maioria dos fotógrafos de paisagens. Uma de suas funções é melhorar o contraste e saturação da foto: este filtro evita que partes muito claras da paisagem como o céu fiquem sem contraste. A riqueza de cores e detalhes é melhorada e o resultado fica bem mais realista e interessante.

Porém o efeito mais importante e “menos reproduzível digitalmente” do filtro polarizador é a diminuição do reflexo em áreas não metálicas como água e vidro. É graças ao filtro polarizador que fotos com águas cristalinas como assunto ficam lindas. Sem ele a água reflete o céu e não dá para ver nada embaixo.

Repare no exemplo acima: ao utilizar o filtro polarizador os reflexos na água e nas pedras somem, mostrando os detalhes. A folhagem também ganha mais constraste e a imagem, no geral, mais vida.

O azul do céu também fica mais intenso quando usamos este filtro.

polarizador

Outros filtros
Um filtro bastante utilizado para quem não quer investir em lentes caras macro é o filtro close-up. Ele permite fazer fotos de objetos próximos com uma boa nitidez sem precisar usar uma lente macro.